Empresa Equipe Serviços e Obras Equipamentos Consultoria Contato Localização
Ponteiras Filtrantes
Poços Profundos com Injetores
Poços Profundos com Bomba Submersa
Drenos Horizontais Profundos a Vácuo
Galeria de Fotos
 Home
 Rebaixamento de Lençol Freático

Drenos Horizontais Profundos a Vácuo

Linha 2 - Metrô - São Paulo - SP

METODOLOGIA

RELAÇÃO DE OBRAS EXECUTADAS

 

Metodologia

Rebaixamento por Ponteiras a Vácuo

O Rebaixamento por Ponteiras a Vácuo, ou "Well Point", é um sistema para se retirar a água do subsolo de forma induzida, portanto não-gravitacional, através de poços com diâmetros pequenos.

Método Construtivo
Após a perfuração dos poços, neles são instaladas as ponteiras, que posteriormente são conectadas a um coletor, que por sua vez é ligado a uma bomba de vácuo. Esta produz o vácuo, que cria as condições para o fluxo d'água do subsolo para a superfície, despejando-a num reservatório fechado. A água armazenada é retirada da obra por uma bomba de recalque, especialmente acoplada no reservatório. Para as duas bombas e o reservatório d'água instalados num único chassis, dá-se o nome de conjunto de rebaixamento a vácuo. O diâmetro dos poços varia entre 100 e 150 mm, usualmente 100 mm, e o espaçamento entre eles varia entre 0,5 e 2 metros, dependendo da natureza do solo e do volume de água a ser bombeado. Em geral, os poços são executados por perfuratrizes, que empregam circulação direta.
Dependendo da estabilidade da parede, o furo pode ser revestido, ou não. A circulação direta se dá pela injeção da água através do interior do tubo de revestimento provisório, em cuja extremidade existe uma sapata de perfuração, que tem como finalidade desagregar o solo. Após circular pela sapata de perfuração, a água sobe pelo espaço compreendido entre a face externa do revestimento e a parede do furo, transportando o material desagregado. Segue-se com a instalação de ponteira no seu interior. Imediatamente após, é lançado entre a ponteira e a parede do poço, o pré-filtro. Este é constituído por areia ou pedrisco com granulometria apropriada. Na extremidade superior do poço, o pré filtro é substituído por um selo de solo-cimento ou bentonita. Normalmente, o conjunto de ponteiras deve circunscrever a área cujo lençol deverá ser rebaixado. Outra alternativa, são as chamadas ponteiras injetadas. Elas são assim denominadas, pois a instalação é feita por meio de escavação a jato d'água, usando-se bombas com alta capacidade de vazão e pressão. O emprego deste processo é indicado somente para o rebaixamento de solos constituídos basicamente por areias e argilas muito moles. Elas devem ser confeccionadas em material metálico e levam uma válvula especial em sua extremidade inferior.

As ponteiras são ligadas à superfície por tubos denominados de subida ou de sucção.
Estes tubos, confeccionados em material e diâmetro idêntico ao das ponteiras, destinam-se a promover o acoplamento aos coletores, que serão conectados ao conjunto de bombas de vácuo e centrífuga.
O segmento drenante das ponteiras se situa na extremidade inferior e têm diâmetro entre 38 e 50 mm com comprimentos que variam de 0,3 a 1 metro, na maioria dos casos são de 0,5 m. São produzidas ou em tubos de PVC perfurados e entelados ou em aço galvanizado.
O comprimento dos tubos de subida ou sucção deve ser o suficiente para que as ponteiras fiquem submersas no lençol freático rebaixado, pelo menos 0,5 metro, e permita que eles sejam acoplados aos coletores, posicionados na superfície do terreno. Os coletores são confeccionados em tubos de aço galvanizado ou em PVC, com diâmetro entre 100 e 150 mm.
A conexão entre as ponteiras e os adaptadores do coletor é feita por meio ou de mangueiras plásticas flexíveis especiais ou por segmentos de tubos e cotovelos. Visando minimizar a perda de carga hidráulica, deve-se instalar, de preferência em um ponto central da rede coletora, o conjunto rebaixamento, cuja potência total dos motores varia entre 15 e 20 HP.
Para evitar interrupções no processo de bombeamento da água, pode-se ter bomba de reserva, ou avaliar-se préviamente o risco pela eventual repentina paralisação do sistema. As vantagens na opção por este método de rebaixamento são: a simplicidade do sistema, seu baixo custo e a rapidez na instalação.
Sua desvantagem é o limite do rebaixamento. Em condições excepcionais, como as encontradas em solos permeáveis e ao nível do mar, é possível se obter um rebaixamento de 6 a 7 metros. Já em solos menos permeáveis, como em areias siltosas ou em areias argilosas, consegue-se um rebaixamento entre 4 e 5 metros.
Quando há espaço suficiente em planta, é possível o emprego de dois ou mais estágios de ponteiras. Isto permite ultrapassar esta limitação de altura em tantos metros quanto necessários. Cada estágio inferior opera a partir do lençol freático rebaixado pelo estágio superior. Cada bomba de vácuo tem capacidade para operar até cerca de 50 ponteiras.

Relação de obras executadas

Cliente:
Empreendimento:
Local:
Serviços:
Período:
Espora Energética S.A.
Usina Hidrelétrica de Espora
Municípios de Aporé e Serranópolis - GO
Rebaixamento de lençol freático através de bombas submersas.
Dezembro de 2004 - em andamento

Cliente:
Empreendimento:

Local:
Serviços:
Período:

Construtora Andrade Gutierrez S.A.
Metrô de São Paulo - Trecho entre a Estação Paraíso e a Estação Klabin
São Paulo SP.
Rebaixamento de lençol freático.
Abril de 2004 - em andamento

Cliente:
Empreendimento:

Local:
Serviços:

Período:

CBPO Engenharia Ltda.
Metrô de São Paulo - Trecho entre a Estação Ana Rosa e a Estação Oratório.
São Paulo - SP
Rebaixamento de lençol freático através de instalação de ponteiras filtrantes.
Julho de 2004 - em andamento

Cliente:
Empreendimento:
Local:
Serviços:
Período:
Construtora Norberto Odebrecht S.A.
Túnel da Avenida Aquidabã
Campinas - SP.
Rebaixamento de lençol freático.
1987 - em andamento

Cliente:
Empreendimento:
Local:
Serviços:

Período:

Sinco Sociedade, Incorporadora e Construtora Ltda.
Av.Macuco 578/586
São Paulo - SP
Rebaixamento de lençol freático através da instalação de ponteiras filtrantes.
Fevereiro de 2003

Cliente:
Empreendimento:
Local:
Serviços:


Período:

CSD - Geoclock Geologia e Engenharia Ambiental Ltda.
BASF
São Caetano do Sul - SP
Rebaixamento de lençol freático através da instalação de ponteiras filtrantes a vácuo, para projeto de remediação de uma área contaminada no terreno da empresa.
Junho de 2002 a Dezembro de 2002

Cliente:
Empreendimento:
Local:
Serviços:

Período:

Consórcio CNO - Carioca Christiani Nielsen
Praia da Enseada
Guarujá - SP.
Rebaixamento de lençol freático através da instalação de ponteiras filtrantes.
Maio de 1998 a Dezembro de 1998

Página Principal Mapa do Site Política do Site Topo da página  

Rua Iris Meinberg, 680 - CEP: 06705-150 - V. Jovina - Cotia - SP - Brasil - Tel.: 55 (11) 4615 6199
Rua Pais Leme, 215 - conj 2210 - CEP 05424-150 - Pinheiros - SP - Brasil - Tel.: 55 (11) 3663 5772